sábado, 24 de outubro de 2009

Não Quero.

Qual é o objetivo de alçancar o que se quer? Querer é o mais íntimo desejo da nossa inconsciência que quando realizado, posteriormente e já na nossa consciência, rejeitamos. Ora, seja qual for o pretexto ou necessidade utilizadas para a criação do querer ela é intolerável visto ser insaciável. Faço-me entender? Quero-o, poderei estar a conseguir ou não mas de que é que me vale? – concretização!
Falemos dela. A concretização procede o querer e o que é que a ela procede?Eis a questão das questões. Eis o que realmente levanta dúvidas sobre a validade do querer como querer e a sua objectividade. A dúvida manter-se-á porque é precisamente esta que fundamenta a necessidade de querer e consequentemente o concretizar desse querer. Escolho não-querer, por isso não escreverei sobre o querer quando não quero sentir-me concretizado, não aqui, não agora, não sobre este tema. Posso ser tudo menos hipócrita, e de momento a única coisa que quero é não o ser.

Sem comentários: